Blog

Como está a sua Saúde Mental?

16/05/2022 por Arlete Amoroso


























No dia 7 de abril, comemoramos o Dia Mundial da Saúde, data que marca a fundação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

O mundo enfrenta a desafiadora tarefa de manter a saúde mental das pessoas, especialmente abordando as questões da pandemia da Covid-19. De acordo com o resumo científico divulgado pela OMS em 02/03/22, no primeiro ano da pandemia, os índices globais de ansiedade e depressão aumentaram 25%.

Porém sabemos que essa informação é somente a ponta do iceberg. Vivemos na era BANI (Brittle/Frágil, Anxious/Ansioso, Nonlinear/Não-linear, Incomprehensible/Incompreensível): esta é a forma como atualmente vemos o mundo.

Viver em um mundo ansioso é viver em constante estresse, o que pode afetar a saúde física e mental. Incerteza sobre o futuro, não saber lidar com os desafios, ambiente desprovido de segurança psicológica, problemas financeiros. A lista do que pode ocasionar estresse é imensa.

Por onde começar?

1) Consciência - perceba seus os sinais que o seu corpo está dando: falta de foco, cansaço extremo, irritação, apatia, dores no corpo. Isso é um alerta de que algo pode estar errado.
Perceba seus pensamentos: em sua maioria, são otimistas ou pessimistas?

 2) Decida – dar o primeiro passo para uma jornada em busca de uma forma diferente de interpretar os eventos que acontecem na sua vida. Sem a decisão de construir um novo mindset, nada vai mudar. Quais serão os benefícios, de curto, médio e longo prazo, que farão essa jornada valer a pena?

 3) Prepare-se – busque o conhecimento necessário que irá auxiliar nessa mudança. É como preparar a sua mala para uma viagem: o que não pode faltar?

 4) Pratique – coloque os conhecimentos em prática e esteja preparado para errar e aprender com esses erros. Seu cérebro vai tentar te proteger da dor e te manter nos velhos hábitos. Insista de forma consciente! A neuroplasticidade já provou que podemos aprender coisas novas, mudar nossos hábitos. Não deixe de praticar principalmente as coisas que te fazem bem: as pausas, família, os amigos, filme e pipoca, viagens.

5) Relacionamentos de apoio – essa não é uma jornada qualquer; é a sua jornada em busca da melhoria da sua saúde mental! Tenha uma rede de apoio que estará com você durante essa jornada. Amigos, colegas de trabalho, família, psiquiatra, psicólogos, o que for preciso. Sem dúvida nenhuma eles farão toda a diferença para o seu sucesso.

Temos a opção de deixar as coisas como estão, ou podemos mudar de rumo. Essa é uma decisão pessoal de cada um e, ao mesmo tempo que é libertador, nos traz uma responsabilidade imensa. Não podemos nos dar ao luxo de culpar a guerra, a pandemia, a política e deixar de focar no que realmente está em nossas mãos: as nossas ações que construirão o nosso futuro e o futuro das próximas gerações.

Esse é um dos motivos que me fazem levantar todas as manhãs e desenvolver o meu trabalho com a incrível equipe da SETA. Aprender e levar conhecimento aos nossos clientes impacta positivamente a saúde mental deles e a nossa. É uma grande rede de apoio e a marca que vamos deixando nesse mundo BANI.

Meu convite é que você decida pela sua saúde mental, pela sua vida! É uma jornada de autoconhecimento com altos e baixos, longa, mas pode ter certeza de que a “vista” é deslumbrante!

 
AUTOR: Arlete Amoroso Sócia Desenvolvimento Humano, Liderança & Coaching Sou apaixonada pelo desenvolvimento de pessoas. Isso sempre norteou minha carreira, primeiramente como gestora, e, mais recentemente, em processos, treinamentos em liderança e formação de novos coaches.
Veja mais postagens